Art'n
'Enquanto a história conta o que aconteceu, a arte, simplesmente acontece!'
Últimos assuntos
» dayane graunke
Seg Set 19, 2016 9:27 am por Professor Cesar

» atividades do Everton
Seg Set 19, 2016 9:26 am por Professor Cesar

» atividades do Everton
Seg Set 19, 2016 9:25 am por Professor Cesar

» Atividades da Jessica
Seg Set 19, 2016 9:24 am por Professor Cesar

» atividades do Carlos
Seg Set 19, 2016 9:24 am por Professor Cesar

» Atividades de Hingred
Seg Set 19, 2016 9:23 am por Professor Cesar

» atividade do Carlos
Seg Set 19, 2016 9:23 am por Professor Cesar

» Atividade do Kaio
Seg Set 19, 2016 9:22 am por Professor Cesar

» Atividade de Dayane
Seg Set 19, 2016 9:22 am por Professor Cesar

Buscar
 
 

Resultados por:
 


Rechercher Busca avançada

Navegação
 Portal
 Índice
 Membros
 Perfil
 FAQ
 Buscar
Estatísticas
Temos 2201 usuários registrados
O último usuário registrado atende pelo nome de karlasoares

Os nossos membros postaram um total de 15250 mensagens em 2514 assuntos
Votação
Dezembro 2016
SegTerQuaQuiSexSabDom
   1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031 

Calendário Calendário

Social bookmarking

Social bookmarking Digg  Social bookmarking Delicious  Social bookmarking Reddit  Social bookmarking Stumbleupon  Social bookmarking Slashdot  Social bookmarking Furl  Social bookmarking Yahoo  Social bookmarking Google  Social bookmarking Blinklist  Social bookmarking Blogmarks  Social bookmarking Technorati  

Conservar e compartilhar o endereço de Art'n em seu site de social bookmarking

Conservar e compartilhar o endereço de Art'n em seu site de social bookmarking


atividades elyza 09

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

atividades elyza 09

Mensagem por elyzabrasileiro9_2h em Sex Set 02, 2016 8:14 pm

ARTE PALEOCRISTÃ]Surgiu após a morte de Jesus Cristo, onde seus discípulos começaram a espalhar os seus ensinamentos. Inicialmente, a mensagem foi espalhada apenas pela Judeia, província romana e depois se espalhou pelo Império Romano. Nesse período, houveram várias perseguições aos cristãos, que se iniciou no ano de 64, no governo do Imperador Nero e a mais violenta delas ocorreu entre 303 e 305 no governo de Diocleciano.

Devido a essas perseguições, os primeiros cristãos faziam a arte nas catacumbas, nas paredes e tetos, nos sepulcros, onde eram colocados os mártires.

Primeiro, as pinturas somente representavam a cruz (sacrifício de Jesus), a palma (martírio), a âncora (salvação) e o peixe (suas letras em grego são as iniciais do nome de Jesus) que eram os símbolos dos cristãos.

Logo depois, começaram a surgir cenas do Antigo e Novo Testamento, sendo que, em destaque, os artistas retratavam Jesus Cristo. A arte não era feita por grandes artistas, mas por pessoas comuns, convertidas à religião. Com o final das perseguições em 313, o Imperador Constantino se converteu à religião e permitiu que ela fosse livre e professada. Assim em 391, no governo do Imperador Teodósio, o cristianismo foi oficializado como a religião do império.

elyzabrasileiro9_2h
Bônus Ativo
Bônus Ativo

Mensagens : 34
Data de inscrição : 02/08/2016
Idade : 16

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: atividades elyza 09

Mensagem por elyzabrasileiro9_2h em Sex Set 02, 2016 8:19 pm

Grego:
ίχθύς - ICHTHYS (peixe em Português).

No grego, a palavra que significa peixe, produz um acróstico cheio de significado:
Ίησοΰς – Χριστός – Θεού – Υίός - Σωτήρ
I)ÉSÚS - (CH)RISTÓS - (TH)EOÚ - (HY)ÓS - (S)ÓTÉR
JESUS - CRISTO - DEUS - FILHO - SALVADOR

Traduzindo esse acróstico grego: Jesus Cristo, Filho de Deus, o Salvador.

A origem desse símbolo está nos primeiros anos de vida da Igreja Primitiva: desde o primeiro século os cristãos eram perseguidos, e não podiam declarar publicamente sua fé. Não podiam sair confessando "Creio em Jesus". Por esta razão, os cristãos desenvolveram formas "discretas" de confessar sua fé, sem correr o risco de ir parar nas Arenas com os leões. Uma delas era desenhar, mesmo no chão ou na parede, aquele peixe estilizado, como vemos no início deste tema. E por que razão o peixe poderia ser o símbolo do cristianismo? Por que os primeiros discípulos eram pescadores e se tornaram pescadores de gente? Por que Jesus fez um célebre milagre de multiplicar pães e peixes? A identificação com esses fatos bíblicos é interessante, mas, a razão é mais poética!! É que peixe em grego - língua corrente do Império Romano nos tempos de Jesus - forma o belíssimo acróstico citado acima.
Para nós cristãos é mais que uma simples coincidência, é uma Declaração de Fé.
Melhor dizer: é a menor e mais completa Declaração de Fé: "Jesus Cristo, Filho de Deus, o Salvador!"

elyzabrasileiro9_2h
Bônus Ativo
Bônus Ativo

Mensagens : 34
Data de inscrição : 02/08/2016
Idade : 16

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: atividades elyza 09

Mensagem por elyzabrasileiro9_2h em Sex Set 02, 2016 8:21 pm

A linha do tempo, em inglês timeline, é uma maneira de visualizar uma lista de eventos em ordem cronológica, descrito por vezes como o artefacto do projecto. Consiste geralmente num desenho gráfico que mostra uma barra longa com a legenda de datas junto da barra do uso do tempo que (normalmente) indica os eventos junto dos pontos onde eles aconteceram.

Índice

Linhas do tempo são particularmente úteis para estudar história, pois dão uma ideia das mudanças que ocorreram nesse tempo. As guerras e movimentos sociais são mostradas como linhas do tempo. Estas são úteis para as biografias. Exemplos incluem:

   Cronologia das peças de William Shakespeare - Oxfordiana
   Cronologia da Primeira Guerra Mundial

elyzabrasileiro9_2h
Bônus Ativo
Bônus Ativo

Mensagens : 34
Data de inscrição : 02/08/2016
Idade : 16

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: atividades elyza 09

Mensagem por elyzabrasileiro9_2h em Sex Set 02, 2016 8:23 pm

Introdução



A arte bizantina se refere às manifestações artísticas (pintura, arquitetura, mosaico e escultura) próprias do Império Bizantino (entre os séculos V e XV). A cidade de Constantinopla, capital do Império Romano do Oriente, foi o mais importante centro artístico deste período.



Principais características da arte bizantina:



- Recebeu influências da cultura greco-romana e oriental (principalmente da Síria e Ásia Menor), realizando uma mistura destes diferentes aspectos culturais;



- Estilo artístico teve presença marcante do uso de cores;



- Presença marcante de temas religiosos (forte influência do cristianismo).



Pintura bizantina



Destaque para os afrescos (pinturas feitas em paredes, principalmente de igrejas), miniaturas (para ilustrar livros) e ícones (pinturas em painéis). O tema religioso predominou, principalmente a pintura de imagens de Cristo e da Virgem Maria.



Arquitetura



Na arquitetura podemos destacar a construção de grandes e imponentes igrejas, cuja característica principal era a presença de cúpulas sustentadas por colunas. As decorações e pinturas religiosas, no interior das igrejas, eram muito utilizadas. O principal exemplo deste tipo de arquitetura é a Basílica de Santa Sofia (localizada na atual Istambul).



Escultura



A escultura bizantina caracteriza pela influência oriental, sendo uma referência da degeneração do Império Romano do Ocidente. Podemos citar como características principais: uniformidade, rigidez, falta de naturalidade e presença de linhas geométricas e folhagens estilizadas.



Mosaicos



Foi um tipo de arte muito difundido no Império Bizantino, principalmente na Era de Ouro, época de reinado do imperador Justiniano (526 a 565). As imagens em mosaico eram formadas pelos artistas a partir de pequenos e coloridos pedaços de pedra colados em parede. Imagens religiosas e do imperador foram os temas principais.


elyzabrasileiro9_2h
Bônus Ativo
Bônus Ativo

Mensagens : 34
Data de inscrição : 02/08/2016
Idade : 16

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: atividades elyza 09

Mensagem por elyzabrasileiro9_2h em Sex Set 02, 2016 8:25 pm

Mosaico é possivelmente uma palavra de origem grega (de µουσαικόν, transl. mousaikón, "obra das musas"[1]), embora a técnica seja antiquíssima. É um embutido de pequenas peças (tesselas) de pedra ou de outros materiais como plástico, areia, papel ou conchas, formando determinado desenho. O objetivo do desenho é preencher algum tipo de plano (geralmente, piso ou parede).

É uma modalidade de arte decorativa milenar, que nos remete à Antiguidade greco-romana, quando teve seu apogeu. Na sua elaboração eram utilizados diversos tipos de materiais.

A técnica da arte musiva consiste na colocação de tesselas, que são pequenos fragmentos de pedras, como mármore e granito moldados com tagliolo e martellina, pedras semipreciosas, pastilhas de vidro, seixos e outros materiais, sobre qualquer superfície. Nos dias de hoje, o mosaico ressurgiu, despertando grande interesse, sendo cada vez mais utilizado, artisticamente, na decoração de ambientes interiores e exteriores.

Em Portugal, destacam-se os mosaicos das ruínas romanas de Conímbriga, datados do século II d.C., além do "mosaico das musas", da villa romana de Torre de Palma (século II - IV d.C.), em Monforte,[2] e os da villa romana de Milreu, no Distrito de Faro, no Algarve - belos exemplares decorativos da época romana.[3]

Também são exemplos de mosaico o calçadão de Copacabana, a disposição dos pisos e azulejos de uma casa, até mesmo algumas gravuras do artista holandês M. C. Escher que tratam do preenchimento do plano. Hoje, entre as principais figuras do mosaico contemporâneo, destacam-se Marcelo de Melo (Brasil)[4], Sonia King (Estados Unidos) e Emma Biggs (Reino Unido).

elyzabrasileiro9_2h
Bônus Ativo
Bônus Ativo

Mensagens : 34
Data de inscrição : 02/08/2016
Idade : 16

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: atividades elyza 09

Mensagem por elyzabrasileiro9_2h em Sex Set 02, 2016 8:26 pm

Mosaico é possivelmente uma palavra de origem grega (de µουσαικόν, transl. mousaikón, "obra das musas"[1]), embora a técnica seja antiquíssima. É um embutido de pequenas peças (tesselas) de pedra ou de outros materiais como plástico, areia, papel ou conchas, formando determinado desenho. O objetivo do desenho é preencher algum tipo de plano (geralmente, piso ou parede).

É uma modalidade de arte decorativa milenar, que nos remete à Antiguidade greco-romana, quando teve seu apogeu. Na sua elaboração eram utilizados diversos tipos de materiais.

A técnica da arte musiva consiste na colocação de tesselas, que são pequenos fragmentos de pedras, como mármore e granito moldados com tagliolo e martellina, pedras semipreciosas, pastilhas de vidro, seixos e outros materiais, sobre qualquer superfície. Nos dias de hoje, o mosaico ressurgiu, despertando grande interesse, sendo cada vez mais utilizado, artisticamente, na decoração de ambientes interiores e exteriores.

Em Portugal, destacam-se os mosaicos das ruínas romanas de Conímbriga, datados do século II d.C., além do "mosaico das musas", da villa romana de Torre de Palma (século II - IV d.C.), em Monforte,[2] e os da villa romana de Milreu, no Distrito de Faro, no Algarve - belos exemplares decorativos da época romana.[3]

Também são exemplos de mosaico o calçadão de Copacabana, a disposição dos pisos e azulejos de uma casa, até mesmo algumas gravuras do artista holandês M. C. Escher que tratam do preenchimento do plano. Hoje, entre as principais figuras do mosaico contemporâneo, destacam-se Marcelo de Melo (Brasil)[4], Sonia King (Estados Unidos) e Emma Biggs (Reino Unido).
O registro mais antigo data de 3.500 a.C., na cidade de Ur, na região da Mesopotâmia. O "Estandarte de Ur" compõe-se de dois painéis retangulares de 55 cm, feitos de arenito avermelhado e lápis-lazúli. No antigo Egito, havia preciosos trabalhos feitos em sarcófagos de antigas múmias; também havia mosaicos que decoravam colunas e paredes de templos.

Entre os gregos, existiam pisos feitos com pedaços de mármore branco ou de cor, embutidos numa massa compacta e muito resistente. Um motivo que alcançou um certo sucesso na Grécia foi de pombas, conhecidas como "Os passarinhos de Plínio". Em Roma esta arte começou no século I A.C. e foi largamente usada em pisos, murais fontes e até painéis transportáveis. Em Pompeia especificamente, foi um viveiro de mosaicistas que desde os poderosos e os abastados até o povo em geral apreciavam esta arte. No período paleo-cristão, abre-se para o mosaico uma nova era: a arte bizantina, que é o verdadeiro triunfo das artes visuais do cristianismo.

Combinando harmonicamente elementos ocidentais e orientais, deu origem a uma arte intelectualizada, onde o sentido de divino, de sobrenatural, manifestava-se através de um original abstracionismo. Nunca o mosaico teve tanto esplendor e foi tão largamente usado no mundo como nesse período. No mundo islâmico, a arte do mosaico teve importante aplicação na ornamentação de edifícios e mesquitas. Um outro tipo de mosaico foi o de pequenas tesselas de madeira, usado para decoração de móveis, caixas e outros objetos.

Eram também usados pedaços de marfim e madrepérolas. No século XIX, caiu quase em abandono. Os estetas subdividiram a produção artística em artes maiores (pinturas a óleo, afresco, têmpera e esculturas) e em artes menores (cerâmica, esmalte sobre metal, tapeçaria e o mosaico). Mas o brilho de suas tesselas não foi apagado pelo tempo, se sentido de pintura do eterno, esperavam novamente o gênio e a mão do homem, para continuar a policromia narração do sentir humano. Na América Central que esta forma de decoração mais se difundiu, alcançando no México e no Peru suas mais perfeitas realizações. No período moderno, o mosaico, arte mural por excelência, conseguiu a metamorfose: parede-cimento-pedra-cor. Com isto, ele consegue harmonizar a arquitetura moderna.

elyzabrasileiro9_2h
Bônus Ativo
Bônus Ativo

Mensagens : 34
Data de inscrição : 02/08/2016
Idade : 16

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: atividades elyza 09

Mensagem por elyzabrasileiro9_2h em Sex Set 02, 2016 8:28 pm

Música contemporânea é a música dos séculos XX e XXI, feita após o movimento impressionista e os vários nacionalismos. Pode-se dizer ainda que músicas contemporâneas são aquelas cujo compositor se encontra ainda vivo na época do locutor.

Não há uma tendência uniforme na música contemporânea. Pode-se, contudo, mencionar duas escolas: a da Música de Vanguarda, que compreende sobretudo o experimentalismo; e as tendências neoclássicas e neo-românticas (chamadas "conservadoras"), representadas por compositores como Arvo Pärt e Krzysztof Penderecki, que representam uma reação ao experimentalismo, voltando a adotar a linguagem tonal.

Embora na questão ainda haja grande preconceito, como ocorre quando do nascimento de novas tendências artísticas, também podem-se destacar a música eletrônica, criada na Alemanha da década de 1950 e responsável pela geração de novíssimos e curiosos sons, surgidos eletronicamente ou manipulados através de outros instrumentos ou objetos, que são incorporados à música e explorados em larga escala. A música contemporânea valorizava especialmente a inovação e a criatividade.

Considera-se que o período contemporâneo, na música, inicia-se com o impressionismo (1910 - 1920), dominado por compositores franceses.

Entre os vários tipos de música contemporânea, destacam-se a música eletrônica (aquela que é criada ou modificada através do uso de equipamentos e instrumentos eletrónicos, tais como sintetizadores, gravadores digitais, computadores ou softwares de composição); e a música aleatória, que, como o nome diz, fica sob a responsabilidade do músico executante, o qual, em alguns casos, só precisa obedecer à ideia mais geral que inspirará a música, um sentimento ou um acontecimento histórico, o que requer, porém, imensa habilidade musical, imaginação e criatividade.

Entre os mais importantes compositores da música contemporânea, incluem-se:

Karlheinz Stockhausen, considerado um dos maiores compositores do final do século XX, suas obras revolucionam a percepção de ritmo, melodia e harmonia. De suas obras mais ousadas, destacam-se o Quarteto de cordas com helicópteros, (em alemão, Helikopter-Streichquartett), que é realmente tocado por um quarteto de cordas e quatro helicópteros, sendo o resultado de um trabalho de mais de dez anos; e a ópera Licht, baseada em textos sânscritos e budistas e que tem suas partes distribuídas nos dias da semana.

elyzabrasileiro9_2h
Bônus Ativo
Bônus Ativo

Mensagens : 34
Data de inscrição : 02/08/2016
Idade : 16

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: atividades elyza 09

Mensagem por elyzabrasileiro9_2h em Sex Set 02, 2016 8:30 pm

Comunicação Visual é todo meio de comunicação expresso com a utilização de elementos visuais, como: signos, fotografias, desenhos, gráficos, vídeos entre outros.[1]

Antes de se usar os termos: design visual ou programação visual, adotava-se comunicação visual para a determinação da área de enquadramento do designer visual.

É toda transmissão e recepção de uma mensagem por meio exclusivo da visão

elyzabrasileiro9_2h
Bônus Ativo
Bônus Ativo

Mensagens : 34
Data de inscrição : 02/08/2016
Idade : 16

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: atividades elyza 09

Mensagem por elyzabrasileiro9_2h em Sex Set 02, 2016 8:32 pm

A publicidade é uma atividade profissional dedicada à difusão pública de empresas, produtos ou serviços, especificamente, propaganda comercial.

Divulgação de produtos, serviços, e ideias junto ao público, tendo em vista induzi-lo a uma atitude dinâmica favorável. Nesse sentido geral, a publicidade é parte da técnica de comunicação. Em sentido estrito, tem um caráter comercial e, então, é parte de um todo que se chama 'mercadologia' ou conjunto de meios adotados para levar o produto ou serviço ao consumidor.

Publicidade é um termo que pode englobar diversas áreas de conhecimento que envolvam esta difusão comercial de produtos, em especial atividades como o planejamento, criação, produção e veiculação de peças publicitárias. Pode-se traçar a história da publicidade desde a antiguidade. Foi, porém, após a Revolução Francesa (1789), que a publicidade iniciou a trajetória que a levaria até o seu estágio atual de importância e desenvolvimento.

Hoje, todas as atividades humanas se beneficiam com o uso da publicidade: Profissionais liberais, como médicos, engenheiros, divulgam por meio dela, os seus serviços; os artistas anunciam suas exposições, seus discos, seus livros, CDs e etc., a própria ciência vem utilizando os recursos da publicidade, promovendo suas descobertas e seus congressos por meio de cartazes, revistas, jornais, filmes, Internet e outros.

elyzabrasileiro9_2h
Bônus Ativo
Bônus Ativo

Mensagens : 34
Data de inscrição : 02/08/2016
Idade : 16

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: atividades elyza 09

Mensagem por elyzabrasileiro9_2h em Sex Set 02, 2016 8:34 pm

Nike, Inc. é uma empresa Estadunidense de calçados, equipamentos desportivos, roupas, e acessórios que foi fundada em 1964 por Bill Bowerman e Phillip Knight, que é o atual presidente da empresa. A sua atual sede fica em Beaverton, no estado de Oregon, nos Estados Unidos. Patrocina Cristiano Ronaldo, Neymar, Hazard, Rooney, Iniesta, Roger Federer, e outros grandes nomes do desporto. É a marca de roupas mais valiosa do mundo, segundo o ranking BrandZ da consultoria Millward Brown, avaliada em 37.472 milhões de dólares[

elyzabrasileiro9_2h
Bônus Ativo
Bônus Ativo

Mensagens : 34
Data de inscrição : 02/08/2016
Idade : 16

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: atividades elyza 09

Mensagem por elyzabrasileiro9_2h em Sex Set 02, 2016 8:37 pm

Um logotipo, logótipo ou simplesmente logo é um conjunto formado por duas ou mais letras fundidas em um só tipo, compondo uma sigla. Essa peça de design identifica ou representa uma entidade (marca de produto ou serviço). [1] [2]

Se no logotipo há a presença de elementos tipográficos, na logomarca [3] [4] a imagem pode ser composta exclusivamente por elementos gráficos (figurativos ou não-figurativos). Existem ainda símbolos híbridos como, por exemplo, a marca da Wikipédia, que conta com a imagem de um globo a ser montado e tipos

elyzabrasileiro9_2h
Bônus Ativo
Bônus Ativo

Mensagens : 34
Data de inscrição : 02/08/2016
Idade : 16

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: atividades elyza 09

Mensagem por elyzabrasileiro9_2h em Sex Set 02, 2016 8:39 pm

Como profissional da comunicação visual, acredito que o estudo da história e dos fundamentos do Design Gráfico nos dá um vasto repertório e nos ajuda a traduzir a linguagem gráfica para as pessoas com mais criatividade e relevância.

Sendo assim, inicio hoje uma série de artigos sobre a História do Design Gráfico a partir dos movimentos estéticos do final do século XIX.

Em nossos estudos, veremos que quando um designer desejava fortalecer o conceito de uma marca, comunicar um produto com mais clareza, apresentar uma instituição, criar a capa de um livro, projetar um cartaz, ou qualquer outra forma de comunicação visual, ele sempre buscava uma forma especial de fazê-lo através de uma prática projetual específica, inserida nos contextos sócio-econômicos de seu país e de seu tempo.

A essa prática damos o nome de estética, estilo ou movimento. A abundância de significados de cada estética é magnífica, e sempre era fruto das interessantes aspirações da humanidade naquele período.
- See more at: http://www.agenciapomar.com.br/historia-do-design-grafico-i-introducao-2/#sthash.RlEqPEBR.dpuf

elyzabrasileiro9_2h
Bônus Ativo
Bônus Ativo

Mensagens : 34
Data de inscrição : 02/08/2016
Idade : 16

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: atividades elyza 09

Mensagem por elyzabrasileiro9_2h em Sex Set 02, 2016 8:41 pm

Elementos textuais
O que são os elementos textuais?

Os elementos textuais são o conteúdo do trabalho propriamente dito. Constituem a maior parte do trabalho, onde o autor descreve a metodologia e os materiais usados, os objetos ou dados de sua pesquisa, as discussões a respeito deles e a conclusão que foi tirada pelo autor.
Quais são os elementos textuais?

   Introdução – prévia do trabalho em geral e levantamento de hipóteses.
   Desenvolvimento – construção do conteúdo utilizando as fontes de pesquisa do autor. Dividida em capítulos ou tópicos numerados em ordem crescente, é parte onde são explanadas e discutidas todas as ideias do trabalho acadêmico em questão.
   Conclusão – Como o próprio nome já indica, é a conclusão a que o autor chegou após todo o percurso intelectual exposto no desenvolvimento do trabalho.

Para que servem os elementos textuais?

Os elementos textuais são aqueles onde o autor pode desenvolver o tema escolhido, é onde ele traz o fruto de suas pesquisas e sua idéia sobre o assunto em questão. Cada um dos elementos textuais tem pelo menos um objetivo principal.

A introdução faz um apanhado geral do trabalho acadêmico e apresenta os pontos mais importantes superficialmente. No desenvolvimento, o autor precisa discorrer e mostrar domíno sobre o tema escolhido, esclarecer os métodos utilizados e desenvolver o texto. A última parte, a conclusão, é onde o autor deve mostrar o seu ponto de vista com relação a tudo que foi estudado. Não é permitida a inclusão de dados, apenas a idéia concluída do assunto trabalhado.

Os elementos textuais trazem a parte mais importante de todo o trabalho: o conteúdo em si. É preciso que o texto esteja coeso e bem escrito para que os avaliadores entendam o processo descrito no desenvolvimento e o ponto de vista do autor apresentado na conclusão.

elyzabrasileiro9_2h
Bônus Ativo
Bônus Ativo

Mensagens : 34
Data de inscrição : 02/08/2016
Idade : 16

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: atividades elyza 09

Mensagem por elyzabrasileiro9_2h em Sex Set 02, 2016 8:44 pm

[img]As Artes Visuais são as formas de arte como a cerâmica, desenho, pintura, escultura, gravura, design, artesanatos, fotografia, vídeo, produção cinematográfica e arquitetura. Muitas disciplinas artísticas (artes cênicas, arte conceitual, artes têxteis) envolvem aspectos das artes visuais, bem como artes de outros tipos. Também incluído no campo das artes visuais[1] são as artes aplicadas[2] tais como desenho industrial, desenho gráfico, design de moda, design de interiores e arte decorativa.[3[/img]As Artes Visuais são as formas de arte como a cerâmica, desenho, pintura, escultura, gravura, design, artesanatos, fotografia, vídeo, produção cinematográfica e arquitetura. Muitas disciplinas artísticas (artes cênicas, arte conceitual, artes têxteis) envolvem aspectos das artes visuais, bem como artes de outros tipos. Também incluído no campo das artes visuais[1] são as artes aplicadas[2] tais como desenho industrial, desenho gráfico, design de moda, design de interiores e arte decorativa.[3

elyzabrasileiro9_2h
Bônus Ativo
Bônus Ativo

Mensagens : 34
Data de inscrição : 02/08/2016
Idade : 16

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: atividades elyza 09

Mensagem por elyzabrasileiro9_2h em Sex Set 02, 2016 8:45 pm

História da música é estudo das origens e evolução da música ao longo da história. Como disciplina histórica insere-se na história da arte e no estudo da evolução cultural dos povos. Como disciplina musical, normalmente é uma divisão da musicologia e da teoria musical. Seu estudo, como qualquer área da história, é trabalho dos historiadores, porém também é frequentemente realizado pelos musicólogos.

elyzabrasileiro9_2h
Bônus Ativo
Bônus Ativo

Mensagens : 34
Data de inscrição : 02/08/2016
Idade : 16

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: atividades elyza 09

Mensagem por elyzabrasileiro9_2h em Sex Set 02, 2016 8:47 pm

A dança é uma das três principais artes cênicas da antiguidade, ao lado do teatro e da música. No antigo Egito já se realizava as chamadas danças astro-teológicas em homenagem a Osíris. Na Grécia, a dança era frequentemente vinculada aos jogos, em especial aos olímpicos.[1] A dança caracteriza-se pelo uso do corpo seguindo movimentos previamente estabelecidos (coreografia) ou improvisados (dança livre).[2] Na maior parte dos casos, a dança, com passos ritmados ao som e compasso de música e envolve a expressão de sentimentos potenciados por ela.

A dança pode existir como manifestação artística ou como forma de divertimento ou cerimónia.

Atualmente, a dança manifesta-se nas ruas, em eventos como vídeo-clip ou em qualquer outro ambiente em que for contextualizado o propósito artístico.

No dia 29 de abril comemora-se o Dia Internacional da Dança .


elyzabrasileiro9_2h
Bônus Ativo
Bônus Ativo

Mensagens : 34
Data de inscrição : 02/08/2016
Idade : 16

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: atividades elyza 09

Mensagem por elyzabrasileiro9_2h em Sex Set 02, 2016 8:48 pm

O teatro surgiu a partir do desenvolvimento do homem, através das suas necessidades. O homem primitivo era caçador e selvagem, por isso sentia necessidade de dominar a natureza. Por meio destas necessidades surgem invenções como o desenho e o teatro na sua forma mais primitiva. O teatro primitivo era uma espécie de danças dramáticas coletivas que abordavam as questões do seu dia a dia, uma espécie de ritual de celebração, agradecimento ou perda. Estas pequenas evoluções deram-se com o passar de vários anos. Com o tempo o homem passou a realizar rituais sagrados na tentativa de acalmar os efeitos da natureza, harmonizando-se com ela. Os mitos começaram a evoluir, surgem danças miméticas.

Com o surgimento da civilização egípcia os pequenos rituais tornaram-se grandes rituais formalizados e baseados em mitos. Cada mito conta como uma realidade veio a existir. Os mitos possuíam regras de acordo com o que propunha o estado e a religião, eram apenas a história do mito em ação, ou seja, em movimento. Estes rituais propagavam as tradições e serviam para o divertimento e a honra dos nobres. Na Grécia sim, surge o teatro. Surge o “ditirambo”, um tipo de procissão informal que servia para homenagear o deus Dioniso (deus do Vinho). Mais tarde o “ditirambo” evoluiu, tinha um coro formado por coreutas e pelo corifeu, eles cantavam, dançavam, contavam histórias e mitos relacionados a Deus. A grande inovação deu-se quando se criou o diálogo entre coreutas e o corifeu. Cria-se assim a acção na história e surgem os primeiros textos teatrais.


elyzabrasileiro9_2h
Bônus Ativo
Bônus Ativo

Mensagens : 34
Data de inscrição : 02/08/2016
Idade : 16

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: atividades elyza 09

Mensagem por elyzabrasileiro9_2h em Sex Set 02, 2016 8:49 pm

A arte gótica designa uma fase da história da arte ocidental, identificável por características muito próprias de contexto social, político e religioso em conjugação com valores estéticos e filosóficos e que surge como resposta à austeridade do estilo românico.

Este movimento cultural e artístico desenvolve-se durante a Idade Média, no contexto do Renascimento do Século XII e prolonga-se até ao advento do Renascimento italiano, quando a inspiração clássica quebra a linguagem artística até então difundida. Os primeiros passos são dados a meados do século XII em França no campo da arquitetura (mais especificamente na construção de catedrais) e, acabando por abranger outras disciplinas estéticas, estende-se pela Europa até ao início do século XVI, já não apresentando então uma uniformidade. A arquitetura, em comunhão com a religião, vai formar o eixo de maior relevo deste movimento e vai influenciar profundamente todo o desenvolvimento estético do período.

Na arquitetura o Gótico vai possibilitar uma ampliação na altura das construções através de uma série de inovações técnicas, em particular o uso sistemático do arco quebrado (ogival), do contraforte e do arcobotante, que aliviaram o peso das paredes e coberturas e permitiram ao mesmo tempo ampliar as aberturas e dar maior leveza visual aos interiores. Nas artes visuais, por influência clássica, a maior conquista se dá no progressivo abrandamento do rigor geometrizante e da estilização da representação do corpo típicos do estilo românico, buscando-se sempre um maior naturalismo, graça e elegância, e aprimorando-se a representação do espaço para criar uma ilusão de tridimensionalidade. É o período em que se popularizam a pintura a óleo e a técnica do vitral, e se retoma a tradição da pintura de paisagem, praticamente abandonada desde a Antiguidade Clássica.

elyzabrasileiro9_2h
Bônus Ativo
Bônus Ativo

Mensagens : 34
Data de inscrição : 02/08/2016
Idade : 16

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: atividades elyza 09

Mensagem por elyzabrasileiro9_2h em Sex Set 02, 2016 8:51 pm


A arte da Roma Antiga foi uma das manifestações mais importantes de sua cultura, e é uma das mais ricas fontes de estudo para a compreensão do mundo romano como um todo. Os romanos derivaram sua arte originalmente dos povos itálicos que habitavam em seu entorno. Entre eles destacaram-se os etruscos, que no período da monarquia dominaram os romanos política e culturalmente. No entanto, a cultura etrusca se construíra muito sobre a grega, transmitindo-se aos romanos esta influência precoce. Em breve, no seu processo de expansão territorial, os romanos entrariam em contato direto com colônias gregas no sul da Itália e depois com a Grécia mesma, iniciando um longo período de absorção intensa de suas referências culturais, que se tornaram o fundamento de toda a cultura romana, expressando-se em uma variedade de campos artísticos, como a literatura, a pintura, a escultura, a música, as artes decorativas e a arquitetura.

No entanto, ainda que os romanos sempre se orgulhassem de serem herdeiros culturais dos gregos, eles foram capazes de introduzir leituras inovadoras na herança recebida e adicionar elementos novos de sua preferência especial, criando uma identidade própria e dando contribuição original em vários aspectos. Entre esses podem ser contados a invenção do arco redondo e da cúpula na arquitetura, o desenvolvimento da perspectiva[nota 1] na pintura, a formulação de um modo narrativo tipicamente romano na escultura, notabilizando-se em especial na retratística, o desenvolvimento da retórica na literatura e na oratória política, o gosto por temas cívicos e do cotidiano, pelo historicismo e pelo ecletismo estético.

Em relação ao seu império, a arte criada na capital, Roma, foi sempre o modelo, mas dele surgiram infinitas ramificações e variações. Sua civilização influenciou uma vasta área e durou mais de mil anos, e neste campo imenso em perpétua transformação, englobando povos e culturas extremamente diferenciados, se formaram por vezes escolas bastante individualizadas, que evoluíram preservando parte de suas linguagens originais. Apesar das divergências observadas ao longo dos anos e nas várias províncias, Roma conseguiu impor, aos seus territórios mais distantes, seus princípios culturais e artísticos e seus sentidos mais essenciais, que funcionaram como uma espécie de língua franca para a comunicação e o entendimento mútuo entre contextos tão díspares, e que ao mesmo tempo sinalizavam para esses diversos povos o que significava ser romano e davam a direção a ser seguida.

A arte romana foi de fundamental importância para a preservação do legado grego, deixou monumentos notáveis por seu próprio direito em todas as formas de expressão, sua fase final foi a base imediata para a formação da arte paleocristã, a arte bizantina e a arte medieval, e se manteve como uma das referências mais centrais para a cultura do ocidente ao longo de toda a sua história, incitando sucessivos ciclos de revivalismo. Hoje a arte romana é apreciada em todo o mundo, sendo objeto de inúmeros estudos e atraindo legiões de visitantes para os sítios e museus onde é preservada.

elyzabrasileiro9_2h
Bônus Ativo
Bônus Ativo

Mensagens : 34
Data de inscrição : 02/08/2016
Idade : 16

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: atividades elyza 09

Mensagem por elyzabrasileiro9_2h em Sex Set 02, 2016 8:52 pm


Um pictograma ou pictógrafo[1](do latim pictu - pintado + grego γράμμα - carácter, letra) é um símbolo que representa um objeto ou conceito por meio de desenhos figurativos. Pictografia é a forma de escrita pela qual ideias e objetivos são transmitidos através de desenhos. Suas origens na antiguidade são a escrita cuneiforme e dos hieróglifos, mas a sua principal origem na modernidade foi o sistema de representação pictórica internacional desenvolvido em Viena pelo movimento ISOTYPE.

Atualmente, o uso do pictograma tem sido muito frequente na sinalização de locais públicos, na infografia, e em várias representações esquemáticas de diversas peças de design gráfico. Embora os pictogramas pareçam ser absolutamente autoexplicativos e universais, em realidade, eles possuem limitações culturais. Em se tratando de pictogramas de banheiro, onde o sexo é diferenciado por uma representação de uma figura feminina usando uma saia, ocorre problemas de identificação por usuários não-ocidentais. Estudos mostraram que homens de culturas em que o uso de saias masculinas é comum, como alguns povos árabes, têm dificuldade em compreender a diferenciação entre sexos em pictogramas ocidentais.

elyzabrasileiro9_2h
Bônus Ativo
Bônus Ativo

Mensagens : 34
Data de inscrição : 02/08/2016
Idade : 16

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: atividades elyza 09

Mensagem por elyzabrasileiro9_2h em Sex Set 02, 2016 8:54 pm

Jingle [djingou] é um termo da língua inglesa que se refere a uma mensagem publicitária musicada e elaborada com um refrão simples e de curta duração, a fim de ser lembrado com facilidade. É uma música feita exclusivamente para um produto, empresa ou político.[1] É, geralmente, uma peça de áudio ou vídeo utilizada por emissoras de rádio ou tevê para identificação da marca, canal ou frequência. Pode ser falada ou cantada. No Brasil, o jingle é também conhecido como vinheta
O primeiro jingle foi produzido em 1926, nos Estados Unidos, para um cereal matinal chamado Wheaties, cujo slogan principal era "Para um café da manhã de campeões". O auge do jingle foi na década de 1950, nos Estados Unidos, na época do boom econômico. Era usado em diversos produtos, como cereais matinais, doces, tabaco, bebidas alcoólicas, carros e produtos de higiene pessoal.

A propaganda já existia em algumas emissoras de rádio no Brasil, na forma de merchandising, sem formato e frequência definidos. Em 1932, Ademar Casé, que injustamente ficou rotulado como "o homem que prostituiu o rádio no Brasil", veiculou, em seu programa de variedades, o primeiro jingle do rádio no Brasil.

Nássara, um dos redatores do programa, compôs o primeiro jingle no Brasil. Albino, um senhor português, dono da Padaria Bragança, foi abordado por Casé para ter seu comércio anunciado. Como Albino não se interessava pelo negócio, Ademar Casé lançou a proposta de anunciar sem compromisso, ou seja, Albino só pagaria se gostasse. Nássara, aproveitando a nacionalidade do cliente, fez três quadrinhas em ritmo de fado, que foram cantadas com sotaque português na voz de Luís Barbosa, nascendo, assim, o "jingle da Padaria Bragança":

Oh, padeiro desta rua, tenha sempre na lembrança, não me traga outro pão que não seja o pão Bragança;/

Pão inimigo da fome. Fome inimiga do pão, enquanto os dois não se matam, a gente não fica na mão;/
De noite, quando me deito e faço a oração, peço com todo o respeito que nunca me falte o pão".


Hoje em dia, com o custo crescente das licenças de músicas já existentes, diversas empresas redescobrem o jingle, que é feito especialmente para o produto como uma forma mais barata de produzir seus comerciais, como, por exemplo, músicas para políticos, festas, datas comemorativas, supermercados, lojas ou shopping centers.

No Brasil, existem muitos estúdios que se dedicam a essa atividade. A construção de um jingle tem seu início na venda. Em reunião, a agência de propaganda coleta o máximo de informações a respeito do produto e encaminha um briefing ao responsável pela criação. Uma vez criado, o mesmo retorna ao cliente para apreciação e efetiva aprovação, após a qual dá-se início à produção, com a escolha do arranjador, cantores e instrumentistas. Atualmente, o Brasil destaca-se pela criação de jingles.

O springle surgiu há pouco tempo no meio publicitário. Ele nada mais é do que a junção do spot com o jingle: ou seja, tem partes cantadas e partes faladas.

elyzabrasileiro9_2h
Bônus Ativo
Bônus Ativo

Mensagens : 34
Data de inscrição : 02/08/2016
Idade : 16

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: atividades elyza 09

Mensagem por elyzabrasileiro9_2h em Sex Set 02, 2016 8:57 pm

A linha, assim como o ponto, é elemento essencial na composição visual.

A linha está presente em nossa vida e em todas as coisas que estão ao nosso redor, especialmente na natureza. Observe a folha de uma árvore! Quantas linhas não possui? Inúmeras não é mesmo? Os nossos cabelos também são exemplos de linhas: se são lisos são linhas retas, se são crespos, encaracolados ou cacheados são linhas curvas, onduladas ou espiraladas.

A linha é obtida através de infinitos pontos.
Também é obtida através do “rastro” de um ponto.
Quando se coloca um ponto em movimento, ele forma uma linha.


A linha é o elemento básico de todo grafismo e um dos mais usados.
Representa a forma de expressão mais simples e pura, porém também a mais dinâmica e variada.



As principais propriedade das linhas são:

Contém grande expressividade gráfica e muita energia.

Quase sempre expressa dinamismo, movimento e direção.
Ilusão de óptica causada pelas linhas. Embora não pareça, as duas figuras são do mesmo tamanho.



Cria tensão no espaço gráfico em que se encontra.


Cria separação de espaços no grafismo.



A repetição de linhas próximas gera planos e texturas.
Fonte: Blog do Regis



podemos classificar as linhas da seguinte maneira:


1 - Quanto à forma a linha pode ser:


2 – Quanto à posição a linha pode ser:



3 - Quanto ao traçado a linha pode ser:



4 - Quanto à direção as linhas podem ser:


elyzabrasileiro9_2h
Bônus Ativo
Bônus Ativo

Mensagens : 34
Data de inscrição : 02/08/2016
Idade : 16

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: atividades elyza 09

Mensagem por elyzabrasileiro9_2h em Sex Set 02, 2016 9:01 pm




elyzabrasileiro9_2h
Bônus Ativo
Bônus Ativo

Mensagens : 34
Data de inscrição : 02/08/2016
Idade : 16

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: atividades elyza 09

Mensagem por elyzabrasileiro9_2h em Sex Set 02, 2016 9:03 pm

RGB é a abreviatura do sistema de cores aditivas formado por Vermelho (Red), Verde (Green) e Azul (Blue). O propósito principal do sistema RGB é a reprodução de cores em dispositivos eletrônicos como monitores de TV e computador, retroprojetores, scanners e câmeras digitais, assim como na fotografia tradicional. Em contraposição, impressoras utilizam o modelo CMYK de cores subtrativas.

O modelo de cores RGB é baseado na teoria de visão colorida tricromática, de Young-Helmholtz, e no triângulo de cores de Maxwell. O uso do modelo RGB como padrão para apresentação de cores na Internet tem suas raízes nos padrões de cores de televisões RCA de 1953 e no uso do padrão RGB nas câmeras Land/Polaroid, pós Edwin Land.
CMYK é a abreviatura do sistema de cores subtrativas formado por Ciano (Cyan), Magenta (Magenta), Amarelo (Yellow) e Preto (Black (Key)).

O CMYK funciona devido à absorção de luz, pelo fato de que as cores que são vistas vêm da parte da luz que não é absorvida. Este sistema é empregado por imprensas, impressoras e fotocopiadoras para reproduzir a maioria das cores do espectro visível, e é conhecido como quadricromia. É o sistema subtrativo de cores, em contraposição ao sistema aditivo, o RGB.

Ciano é a cor oposta ao vermelho, o que significa que actua como um filtro que absorve a dita cor (-R +G +B). Da mesma forma, magenta é a oposta ao verde (+R -G +B) e amarelo é a oposta ao azul (+R +G -B). Assim, magenta mais amarelo produzirá vermelho, magenta mais ciano produzirá azul e ciano mais amarelo produzirá verde.

elyzabrasileiro9_2h
Bônus Ativo
Bônus Ativo

Mensagens : 34
Data de inscrição : 02/08/2016
Idade : 16

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: atividades elyza 09

Mensagem por elyzabrasileiro9_2h em Sex Set 02, 2016 9:04 pm

Serigrafia ou silk-screen é um processo de impressão no qual a tinta é vazada – pela pressão de um rodo ou puxador – através de uma tela preparada. A tela (Matriz serigráfica), normalmente de poliéster ou nylon, é esticada em um bastidor (quadro) de madeira, alumínio ou aço.[1] A "gravação" da tela se dá pelo processo de fotossensibilidade, onde a matriz preparada com uma emulsão fotossensível é colocada sobre um fotolito, sendo este conjunto matriz+fotolito colocados por sua vez sobre uma mesa de luz. Os pontos escuros do fotolito correspondem aos locais que ficarão vazados na tela, permitindo a passagem da tinta pela trama do tecido, e os pontos claros (onde a luz passará pelo fotolito atingindo a emulsão) são impermeabilizados pelo endurecimento da emulsão fotossensível que foi exposta a luz.[2]

É utilizada na impressão em variados tipos de materiais (papel, plástico, borracha, madeira, vidro, tecido, etc.), superfícies (cilíndrica, esférica, irregular, clara, escura, opaca, brilhante, etc.), espessuras ou tamanhos, com diversos tipos de tintas ou cores. Pode ser feita de forma mecânica (por pessoas) ou automática (por máquinas).

A serigrafia caracteriza-se como um dos processos da gravura, determinado de gravura planográfica.

elyzabrasileiro9_2h
Bônus Ativo
Bônus Ativo

Mensagens : 34
Data de inscrição : 02/08/2016
Idade : 16

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: atividades elyza 09

Mensagem por Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 3:04 am


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum